domingo, 19 de agosto de 2012

Bem perto.

Hoje eu me lembrei tanto de você
o que aumentou o meu querer
mesmo tão longe, te imagino aqui.

O tempo será nosso amigo
e como num passe de mágica te trará pra mim.
Eu te sinto 
São teus lábios que tocam os meus.
É tua pele que se confude com a minha

Vem em noite de lua cheia
Trás contigo o sabor de uma vida inteira
 Quem disse que não pode ser assim?
Eu te imaginar bem perto de mim.




O grito.

  

      A cada dia busco no fundo de minha alma esperanças de dias melhores. Tenho tido dias em que o marasmo e a rotina se entrelaçam. A rotina dos mesmo sentimentos, dos mesmos desejos, dos mesmo olhares... Embora eu me mantenha distante, esse sentimento se fortalece em meu ser. Ao olhar bem no fundo de minha alma, percebo que a dor distrói, me culpa, me leva à pensamentos depressivos. Rezo, peço o olhar de Deus para que meus dias, busco soluções e acredito que tenho feito de maneira errada, me apresiono em meus pensamentos, não conto, não confesso, não grito. O grito, que talvez ninguém chegue a ouvir.